O Projecto Mercedes Blasco

Conceição Vitória Marques, estrela de opereta, escritora poetisa, que ficou conhecida no mundo artístico como Mercedes Blasco, nasceu a 4 de Setembro de 1867 nas Minas de S. Domingos, donde era originária a família materna. Com poucos meses deixou a a terra natal para, que se saiba, nunca mais voltar.
Durante a sua longa vida conheceu o sucesso e a infelicidade, acabou por passar os seus últimos anos de vida entregue aos cuidados piedosos de alguns (poucos) amigos, os mesmos que custearam em 1961 a sepultura no Cemitério dos Prazeres em Lisboa.
Em boa hora o Centro de Estudos da Mina de São Domingos se interessou pela história desta outrora famosa conterrânea dando origem a um projecto de investigação que recolheu e catalogou documentos e fotografias, disponibilizando-os, tal como uma boa parte da sua obra literária no Portal internet do CEMSD..
A investigação do CEMSD permitiu encontrar os restos mortais da artista, abandonados há mais de 50 anos num "forno" sem identificação, "marcados" para serem transladados para "vala comum" por ter terminado o período pago inicialmente pelos amigos. Não existindo ninguém interessado e desconhecendo-se o passado ilustre o "forno" seria desocupado e os restos mortais transladados para um depósito onde "repousam" os "abandonados" do cemitério. A pedido do CEMSD a Câmara Municipal de Lisboa assegurou a permanência perpétua dos restos mortais no local onde se encontram, permitindo ainda a colocação, no "forno" de uma placa evocativa da vida e obra de Mercedes Blasco.
Este projecto contou ainda com a colaboração do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e de outros parceiros académicos e institucionais, que trataram da divulgação do projecto em revistas cientificas (nacionais e estrangeiras) bem como em seminários e palestras.
Através da parceria com a Fundação Serrão Martins e com a Câmara Municipal de Mértola foi possível reeditar "Vagabunda" autobiografia de Mercedes Blasco e atribuir o nome da actriz a uma das ruas da Mina de São Domingos, numa cerimónia pública que culminou o projecto.