União Mutualista de Cambas-Associação de Socorros Mútuos

Objectivos: 

Associação de Socorros Mútuos de carácter não-lucrativo, fundada em 1931, com o objetivo de prover auxílio a seus membros, em caso de necessidade, baseando-se no mutualismo, cujos princípios assentavam na reciprocidade dos serviços e na entreajuda. Consubstanciava-se na existência de um fundo comum para o qual todos convergiam mediante contribuições ou quotas, de modo a permitir, de forma previdente, acautelar o futuro próprio ou dos seus familiares por meio de retribuições pecuniárias ou de assistência.

Destinava-se essencialmente aos funcionários da empresa Mason And Barry Ltd, mas abrangendo igualmente todos os outros habitantes da região de Cambas, que na altura seriam cerca de 10.000.
A UMC resultou da fusão das Caixas "Solidariedade" e "A Lutuosa" de Montepios e no ano da fundação teria cerca de 750 sócios que pagariam uma cota mensal máxima de 7$50 (sete escudos e 50 centavos).
A Associação tinha a sua sede da Mina de S. Domingos, que funcionava na Sede Social dos Mineiros no Bairro Alto.

À data da dissolução (Outubro 1969) da Associação de Socorros Mútuos UNIÃO MUTUALISTA DE CAMBAS" eram seus sócios a seguintes pessoas: José Dias Guita, António Marques Cavaco, João Gonçalves Martins, Davide Silva Afonso, José Revez, Francisco Godinho Confeiteiro, António Evangelista, Romão Pereira Covas, João Moreira, João Rocha, José Batista, José Lourenço Domingos, António Barão Martins, Francisco Manuel Caetano, Sebastião Cabaço Maruta, Dionísio Rodrigues Guerreiro, Manuel Guerreiro Arrocho, José Marques Brissos, Pedro Esperança Martins, Francisco Pacheco Caetano, António Fernandes de Almeida, Manuel Francisco Sequeira, Joaquim Martins Damásio, Francisco da Palma Guerreiro, Francisco Patrício Pacheco, Pedro Soeiro, Francisco Teixeira, Raúl Segura, Manuel Joaquim Martins, António José Brás, Manuel Joaquim dos Santos, Francisco Lourenço Domingos, Matias Narciso Batista, Francisco da Palma Viegas, Amândio da Silva, Armindo Felisberto Barão, José francisco Brito e Joaquim Vaz Palma.

Fundadores: 

Vitoriano José Carrasco https://cemsd.pt/node/9792

António Gregório Geraldo Domingues https://cemsd.pt/node/5818

Valentim Adolfo João https://cemsd.pt/node/8926

Dirigentes: 

Manuel Dias Guita

Manuel dos Santos Palma

Manuel Francisco Palma

Dionísio Rodrigues Guerreiro

António Fernandes Correia (Presidente 1933-1934)

Manuel Pedro

Joaquim Cavaco Marques

João Jorge

Sezinando José Teixeira

João Gonçalves Martins (1966)

José Dias Guita (1966)

Manuel F. Eleutério Barão (1966)

Joaquim Martins Damásio (1966)

António Marques Cavaco (1966)

Nº de Sócios / Beneficiários: 
1934-952
1948-710
1944-705
1939-811
1940-772
1941-717
1942-700
1943-702
1944-705
1945-732
1946-733
1947-725
1948-710
1949-706
1950-704
1951-709
1952-723
1953-730
1954-723